• DÓLAR COM.: R$ 3,9046
  • DÓLAR TUR.: R$ 4,0600
  • EURO: R$ 4,4142
  • IBOVESPA: -0,44%
  • SELIC: +6,5%
  • IPCA: -0,21%
  • IGP-M: -0,49%
BLOG

Não basta tentar, é preciso vencer!

Mas no mínimo, os que tentam, já podem ser considerados vencedores, estando um nível acima daqueles que jamais sentirão o gosto de terem se aproximado da vitória. Os que tentam, são os que têm atitudes, podendo até se deparar com incertezas, mas

quanto mais capacidade tiverem de transformar as incertezas em riscos, mais condições terão de serem bem-sucedidos, através da persistência, auto-determinação e comprometimento. Na incerteza concentra-se a dúvida, a perplexidade e nos riscos as probabilidades, que podem ser medidas e controladas conforme as atitudes de cada um.
 Diante da possibilidade de prestar um vestibular muito concorrido, o estudante pode optar por concorrer ou não. Pairará incerteza; se ele decidir tentar, a medida que aspirar ao querer,  poderá medir o risco,  e a probabilidade de ser aprovado será maior conforme a intensidade de seu esforço e determinação em estudar.
Frente às oportunidades de negócios, o empresário poderá optar por explorá-las ou não. Ao decidir tentar,  previamente, poderá converter as incertezas em riscos,  que serão reduzidos conforme atitudes e decisões ótimas visando neutralizar seus pontos fracos e potencializar seus pontos fortes.
 Os que vencem, os que atingem seus objetivos, sejam quais forem, são dotados de competências, entre elas, o querer. Este sentimento é intrínseco ao indivíduo, por vezes aflorado e por vezes adormecido, necessitando apenas aguçá-lo. O querer está associado ao entusiasmo, que vem do grego enthousiasmós, e significa vigor, tornando um sentimento ardente, sem superficialidade.
 Portanto, para vencer não basta tentar, é preciso querer, é preciso VONTADE de QUERER vencer
« VOLTAR