• DÓLAR COM.: R$ 3,7399
  • DÓLAR TUR.: R$ 3,9400
  • EURO: R$ 4,2663
  • IBOVESPA: +2,96%
  • SELIC: +6,5%
  • IPCA: +0,45%
  • IGP-M: +0,89%
BLOG

A face boa dos erros.

- Aqui, Vendas é fim. O resto é resto!

Acredito que essa tenha sido a frase mais sucinta, expressada por um presidente de uma empresa, controlada de uma grande fabricante de bebidas, na qual ocupava cumulativamente o cargo de diretor de vendas.
 
Disse-lhe que realmente estava entusiasmado e surpreso, pois seria a primeira vez que iria defrontar com uma equipe de vendas extremamente multifuncional e que obviamente eles deveriam ter além das formações acadêmicas, vivência em Controles, Gestão Sistêmica de Processos, Gestão de Pessoas, Gestão Financeira, Gestão Estratégica e Gestão Empresarial.
 
Não houve resposta e, dessa empresa, só resta história.
 
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
- Aqui, todos cumprem as normas. Não dou espaço para flexibilização, senão perco controle. Meus problemas são outros; preciso de pessoal mais competente.
 
Argumentações do diretor de uma metalúrgica, onde sugeri que antes de qualquer atitude que envolvesse desligamentos, fizesse uma pesquisa de clima organizacional 360 graus e incentivasse idéias e sugestões. Esta sugestão não foi bem recebida porque era contra a idéia dos superiores serem avaliados também pelos subordinados.
 
A empresa dirigida por esse profissional amargurou seguidos prejuízos e somente veio a dar uma alavancada após substituição do modelo de gestão.
 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
- Possuo todas as informações da empresa através de relatórios: relatórios de apontamentos de produção, de refugo, anomalias de apontamentos de pessoal do RH, quantidades de notas fiscais, pedidos emitidos, entrada de veículos, acidentes de trabalho, etc., etc.
 
Essa foi outra argumentação de um diretor administrativo e financeiro, onde de pronto, deve -se ressaltar que “quem procura analisar tudo simultaneamente, acaba por nada analisar”. Afinal, um diretor tem a responsabilidade de potencializar os ativos da empresa, através de uma gestão estratégica , um gerenciamento combinado com pessoal competente e relatórios relevantes que possam fornecer informações precisas para tomada de decisões e assim agregar valor aos seu negócio. Um gestor deve distinguir o estratégico do tático e do operacional.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
E aí afora. Há empresas onde o e-mail é excessivamente utilizado, sendo o único canal de comunicação entre os colaboradores, o que acaba por desenvolver relações com pouquíssimo calor humano, com sérios conflitos de relacionamento interpessoal e intrapessoal, onde os processos se travam.
 
Há outras organizações onde o poder é centralizado, e, inclusive, os que possuem cargos de liderança não possuem autonomia para decisão, gerando morosidade em cadeia.
 
 Outras ainda, cuja direção incentiva à criação de “panelinhas” sustentadas pela proximidade e falsa transparência. Nada se cria , nem tudo se copia. A missão é tida como letreiro, e valores e princípios passam despercebidos. Empresa estagnada no tempo, sobretudo, às custas da falta de concorrência.
 
E outras mais e mais, de forma que a história nos apresenta uma riqueza em gestão administrativa imensurável, vinda não só dos vitoriosos e dos êxitos, mas também e principalmente dos derrotados e dos fracassos. A face boa dos erros é, simplesmente, aprender a aprender,  não só com os nossos erros, mas com os dos outros também, afinal, não vivemos suficientemente a tempo para errar todos.
 
 
« VOLTAR